11.1.07

e o dinheiro no cofrinho?

Arte do Greenpeace sobre o aquecimento global

Olá pessoal! As notícias sobre aquecimento global não param de "fervilhar" por aí. Vou citar um exemplo de uma delas, bem interessante até. Na Veja do dia 30 de dezembro, uma matéria mostrou que cientistas do mundo todo estão propondo soluções viáveis e fantasiosas para conter o aumento da temperatura da Terra. Querem lançar lentes reflexivas no espaço para refletir a luz do sol e, assim, atenuar o efeito estufa e a entrada de mais raios solares, armazenar CO2 no solo ao invés de lançá-lo no ar e até multiplicar o fitoplâncton que, quando morre, leva gás carbônico para o fundo do oceano.

Com idéias mirabolantes ou não, uma coisa é certa: este planeta está com febre, a temperatura subiu 1 grau nos últimos 100 anos. E os efeitos de apenas 1 grauzinho a gente já começa a sentir aos montes: derretimento das calotas polares, aumento do nível dos oceanos, enchentes arrasadoras em todo o mundo, ciclones, furacões, secas atípicas que muitas vezes acarretaram em florestas queimadas - como o que aconteceu na Austrália e por aí vai.

Na onda do aquecimento, o Greenpeace divulgou um texto que achei bem legal. Diz o seguinte: " Como é típico do seres humanos, o mundo acordou agora, um tanto atrasado, para o aquecimento global (...). Precisamos abrir os olhos, cobrar ações efetivas das autoridades e evitar danos maiores para nosso futuro.

Falando em consequências, no Brasil o cenário de mudanças climáticas é bem explícito:
* Atualmente, somos o quarto maior colaborador para o aquecimento global do mundo
* O desmatamento da Amazônia é responsável por 75% da emissão brasileira de gases
* Em 2070, nesse ritmo, a floresta amazônica poderá se transformar num grande cerrado".

É, está na hora de fazermos a nossa parte antes que seja um pouco mais tarde demais - sim, porque, sem querer parecer catastrófica, nosso tempo para cuidar desse problema já está bem curtinho. Se as emissões de gases estufa continuarem no ritmo em que estão, a temperatura da Terra poderá aumentar em até 4,5 graus em 2050. Se com 1 grau a mais já está rolando esse estrago todo, você imagina com quase 5?

Continuando com as dicas da ong:
"Economize energia elétrica: não guarde alimentos quentes na geladeira; use lavagem a frio na máquina de lavar; troque lâmpadas incandescentes por fluorescentes; dispense sempre que puder os saquinhos plásticos, e quando não for possível, reutilize-os para armazenar o lixo; separe os materiais recicláveis e incentive a coleta seletiva no seu condomínio, bairro ou cidade; use sempre materiais de limpeza biodegradáveis; ao comprar produtos de madeira, verifique sempre a origem e exija o selo FSC; peça e ofereça carona - além de divertido, você contribui para diminuir a poluição".
Acredite, essas pequenas coisas ajudam.

Para 2007 desejo mesmo, do fundo do coração, que o homem comece a repensar a importância excessiva que dá si mesmo, ao dinheiro, ao desenvolvimento econômico. Em nome de coisas materiais, estamos destruindo a chance de vida neste planeta para nós mesmos e para as próximas gerações. Que adiantará ter acumulado tanto dinheiro no cofrinho?

Save the planet!

2 comentários:

marcos again disse...

ai karina...gosto dessas suas sacadinhas, elas são bem interessantes!

Paula Mattoso disse...

e o dinheiro no cofrinho???