1.5.06

quanta sujeira nas ruas de Sampa!

Sujeira em SP perto de um bueiro e
antes de uma chuva
na rua Padre Antônio, Brooklin


Sabia que apenas cerca de ínfimos 2 mil cestos de lixo de pequeno porte estão espalhados em São Paulo, quarta maior cidade do mundo com seus mais de 10 milhões de habitantes distribuídos em 1 523 km²?

Para entender a complexidade da situação, basta pensar que, se tivéssemos 10 mil lixeiras por aqui, seria uma para mil pessoas. Se você ficou meio indignado, pode ler a história completa do descaso da prefeitura e da falta de educação dos paulistanos no site O Eco. Matéria minha.

Ah, claro: graças a Deus, sempre existem exceções à regra. Casos do professor da USP, Cândido Malta, e do japonês Hideaki Iijima, presidente da ONG Zeladoria do Planeta, que todos os anos organiza uma mega varrição na avenida Paulista.

Iijima me disse, sabiamente: “quando limpo a rua, faço também uma limpeza interna, pois limpo minha mente. Essa experiência é muito boa porque demonstra meu amor e minha gratidão pela Terra. As pessoas que passam a cuidar das ruas mudam seus hábitos e se tornam ricas mentalmente. E quando está limpo, ninguém suja”.
É...

Saber consumir
Diariamente - e sem contar o que vai parar nas ruas -, 15 mil toneladas de lixo são produzidas em São Paulo. Reduzir, reciclar e reutilizar são ferramentas importantes do consumo consciente e que podem ajudar a diminuir esse montante, inclusive do que vai parar em vias públicas.

Uma pesquisa feita no final de 2004 pelo Instituto Akatu identificou 13 comportamentos divididos em 4 grupos, de acordo com o nível de consciência dos consumidores. Os resultados foram os seguintes: 3% dos entrevistados se mostraram indiferentes, 54% iniciantes, 37% comprometidos e 6% conscientes.

Entre as características do consumidor consciente, estão o planejamento das compras para adquirir o necessário e evitar excessos e a preferência a materiais reciclados. “Consumir envolve compra, uso e descarte. Logo, o lixo na rua é conseqüência de um processo de consumo”, afirma Helio Mattar, diretor-presidente do Instituto Akatu.

Se você quiser saber em que perfil de consumidor se encontra atualmente, pode fazer o teste Indicadores Akatu de Consumo Consciente pela internet.

Vale a pena, você pode se impressionar.

Simbora para
O Eco – e boa leitura.
Save the planet!

4 comentários:

juliano freire disse...

nossa, karina...tens razão. essa cidade é uma imundície. a prefeitura não tá nem aí, as pessoas tb não...realmente, parece que vivemos sobre um aterro sanitário!
parabéns por sua matéria no eco, ficou bem legal
bjo,
juliano

Anônimo disse...

gente nojentaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!

Thalita Menezes, BH disse...

realmente...e isso não rola só em sp, mas em outras cidades tb. moro no rio e também vejo lixo na rua. se vou pra outra cidade, tb vejo. o paulista pode ser extremamente porco, mas sujeira tb tem em outras cidades - aí já começo a achar que a falta de ducação é geral, é do brasileiro, que não tem idéia e nem vontade de saber cuidar, preservar e respeitar aquilo que é seu. Que não sabe olhar para o meio ambiente a não ser com olhos de egocentrismo, só pensa nele, nele, nele...e que se danem os recursos naturais! pensando bem, o mundo tá assim, egocêntrico...e emporcalhado.

Mar disse...

É vero a frase aqui colocada "Quando limpo a rua... limpo minha alma" - - enquanto sonhamos que todos tenham a alma limpa a ponto de não sujar a rua. Não custaria nada né Karina.. levarmos nossa sujeira para nosso lixinho em casa ou reciclar. Já reparou como as pessoas que festam e bem à noite fazem sujeira? sacos plásticos.. garrafas, copos de plásticos.. é o carimbo da passagem deles pela noite. Ao invéz de tanto desvio de verba no governo, deveria haver mais empregos inclusive.. fiscal de rua para multar os sujões e dar castiguinhos para eles tipo.. varer a rua. Deveria haver tantos fiscais de limpesas nas ruas como existem policiais e todos.. muito bem pagos. Well.. eu e minhas utopias... vivo sonhando com o mundo perfeito......... bom dia Karina.