20.5.09

pare, olhe: são dois macaquinhos bonitinhos

Durante uma tarde da semana passada, eu caminhava pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) para uma costumeira aula de antropologia quando me deparei, logo na entrada do prédio de humanas, com dois sauim-de-coleira, espécie que simboliza a cidade de Manaus e que ainda por cima é endêmica, ou seja, este é o único lugar do planeta em que este tipo de macaco pode ser encontrado, visto, admirado e....morto.

"Um motorista, dirigindo em alta velocidade, atropelou um casal de saium. O filhote estava agarrado ao pescoço da mãe, mas saltou a tempo e conseguiu se salvar. Vi isso e trouxe os macacos comigo", conta Sebastião Alvaro, estudante de história e professor da rede pública de ensino. O filhote ficou órfão e vai ter que ser muito ligeiro para sobreviver.

"Estes macaquinhos simbolizam a morte de Manaus, da UFAM e das pessoas que passaram por aqui e não conseguiram se sensibilizar. Estas estão mais mortas do que o casal de sauim", desabafou Sebastião.

Estudantes passavam, olhavam, tiravam fotos. Enquanto isso, Sebastião e outras pessoas convocavam a todos, com a ajuda do alto-falante, para o enterro dos dois macaquinhos às cinco da tarde daquele dia. Uma forma de protestar pacificamente contra o ato estúpido de um único motorista que simbolizou, sem querer, toda a trupe de irresponsáveis que preferem passar por cima de animais em um ato incontido de violência a simplesmente brecar para deixar o bicho passar, respeitosamente.

Estas fotos foram gentilmente cedidas por Dante, estudante da UFAM
O cartaz diz: "Até quando o "animal irracional" vai conviver e existir neste mundo com o "animal racional"? Qual é a diferença entre um automóvel e um revólver?"


Quando vejo manifestações como essa me alegro ao constatar que, apesar da ignorância de muitas pessoas, ainda existem aquelas que conseguem de fato enxergar a importância de todas as formas de vida e que tem coragem de agir em nome de suas consciências pelo bem de todos, inclusive de quem ainda dorme o sono eterno da incompreensão da maravilha material e espiritual que é a natureza.

Save the planet!

Um comentário:

Andréia Barros disse...

Olá, Karina
Voltei!
Visualizei algumas páginas do teu blog e li “por cima”, algumas delas e vi muitos assuntos interessantes. Mas, parei ao me deparar, novamente, com algo que chamou minha atenção tanto quanto o meu Bill (Gates), foram estes dois macaquinhos fofos. Lembrei-me do nosso ex-governador, João Alberto Capiberibe (veja bem, eu não sou da área e nem tive cargo neste governo e nem em outros), e, da política de trabalho que tínhamos no meu Amapá, com o PDSA, época em que ele governava.
Agora, Karina, a tristeza nos acaricia sempre que encontramos por aí... muitos desses projetos, que antes tinham todo o apoio do governo e que hoje estão completamente abandonados.Mas felizmente restaram alguns que, bateram e fincaram o pé, dizendo: “daqui não saio e daqui ninguém me tira”!! Eles nos alegram.
Com por exemplo os castanheiros do Vale do Rio Jarí.
Andréia Barros