10.4.07

a força índígena de São Gabriel da Cachoeira


Reproduzo, na íntegra, a reportagem que fiz para o site Envolverde sobre uma manifestação que, há alguns dias, tive o prazer de acompanhar em São Gabriel da Cachoeira, aqui no Amazonas.
Só digo uma coisa: a persistência, como diria o poeta, é o caminho do êxito. Boa sorte a todos os moradores desta cidade. Logo mais trago outras notícias de lá.

**

São Gabriel da Cachoeira cobra segurança a ministro e órgãos de governo
por Karina Miotto

Representantes da população de São Gabriel da Cachoeira, cerca de 900 quilômetros de Manaus, receberam esta semana na maloca da Foirn (Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro) a comitiva de Paulo Vannuchi, Ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, para pedir mais segurança na cidade. Além dele e do prefeito Juscelino Altero Gonçalves, estiveram presentes Márcio Pereira, novo presidente da Funai, Ela Wiecko, Procuradora Geral da União, Oscar Argollo, do Conselho Nacional de Justiça e Luiz Varese, do Alto Comissariado das Nações Unidas para refugiados.

Os indígenas relataram problemas enfrentados pelos moradores como estupros, aumento do uso de drogas e álcool, homicídios, suicídios entre os adolescentes e falta de áreas de lazer. Cecília Barbosa Albuquerque, representante das mulheres, destacou os casos de violência doméstica. "Aqui falta delegacia feminina. As mulheres apanham de seus filhos e maridos, que muitas vezes estão bêbados e quando são estupradas e têm coragem de ir a uma delegacia, são obrigadas a ouvir ´mas você usa saia, você provocou!'". Os moradores também pedem um procurador federal e um defensor público.

Ao final da reunião, entregaram a Vanucchi um abaixo-assinado e um dossiê com mais de 200 páginas sobre a violência em São Gabriel da Cachoeira. "Recebo tudo isso com muito compromisso, podem estar certos. Continuem nos cobrando", disse. Márcio Pereira, por sua vez, afirmou que " a Funai, em parceria com outras entidades, vai atuar para coibir violações dos direitos indígenas".

Henrique Velozo Vaz, presidente da Foirn, afirmou que essa não foi a primeira vez que os moradores fizeram estas reivindicações. "E não será a última. Vamos continuar lutando".

**
E super obrigada a todos os leitores pelos comentários. Estamos juntos nessa luta.


Save the planet!

Um comentário:

Teresa disse...

Parabéns pelo blog.
Tou a sonhar em ir a Amazónia, e o seu blog é bastante completo em informação mas especialmente em dedicação. Obrigada por existir...
Um abraço do Porto-Portugal