21.12.05

amazônia, ilegal

ILEGAL
O Greenpeace armou um esquema para provar ao Brasil e ao mundo como é fácil comprar fiscais e adulterar documentos para legalizar a compra de madeira ilegal. Foram 4 meses de investigações em Rondônia. Esquema fechado e a ong enviou a carga de 29 metros cúbicos, junto com documentos e nomes de quem facilita o tráfico, à sede da Polícia Federal, em São Paulo. “Impostos são sonegados, crimes são cometidos, o poder público se desmoraliza e a Floresta Amazônica é destruída”, afirma Paulo Adário, coordenador da campanha Amazônia do Greenpeace, em declaração oficial.
Vexaminoso para a Polícia Federal, para o governo do Sr. Não Vejo-Não Ouço-Não conheço, para o ministério de Marina Silva.
Nós, cidadãos, podemos mostrar às autoridades que, sim, enxergamos o que está acontecendo com a floresta e que exigimos uma postura séria e eficaz em relação ao desmatamento. Pensando nisso, o Greenpeace lançou a campanha "Diga NÃO à destruição da Amazônia!". Mande seu protesto.

Save the planet!

4 comentários:

teessea disse...

Olá!

Sobre a Amazónia eu recebi por correio electrónico um depoimento, atribuído a um membro do governo brasileiro, tão polémico que eu decidi não o publicar no Jornal de Saúde Ambiental sem previamente confirmar a sua autenticidade.

Agradeço-lhe que me comunique o seu e-mail (o meu e-mail está disponível no Jornal) para eu lhe enviar aquele documento e para que me informe se é falso ou autêntico.

Duarte d’Oliveira

teessea disse...

Olá, Karina!

Permita-me a insistência.

No meu “comentário” anterior referi o “Jornal” mas não mencionei o título - Jornal de Saúde Ambiental – para me comunicar o seu endereço de correio electrónico.

Agradeço-lhe a informação.

Duarte d’Oliveira

eduardo disse...

Esse poste me lembrou, o artigo publicado:
http://revistacult.uol.com.br/98_marcatedrais.htm
( que é superior, a beleza da natureza ou a beleza das construções humanas? Uma questão típica da moderna filosofia da arte que até hoje gera polêmica)

Vale a pena ler.
Caso tenha tempo, leia o meu outro blog: http://cartasintimas.blogspot.com/

Kleber disse...

meu deus do céu, esse mundo tá perdido mesmo!